A audiência na modalidade virtual é uma novidade no judiciário brasileiro, inclusive nos Tribunais de Justiça – TJ. Diante da pandemia do Coronavírus, o Conselho Nacional de Justiça publicou a Portaria nº 61/2020 que instituiu e disponibilizou para os tribunais a Plataforma Emergencial de Videoconferência para a realização de audiências e sessões de julgamento nos órgãos do Poder Judiciário.

Inúmeras varas dos tribunais contornaram a situação do isolamento social e criaram meios, através de ferramentas virtuais de comunicação, de realizar a audiências no modo virtual.

Algumas destas soluções individuais passaram a serem normatizadas por Atos e Portarias e usadas amplamente por todo o Tribunal. Porém, alguns tribunais restringiram (por enquanto) o uso da videoconferência para sessões de conciliação e mediação nos Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania- CEJUSCs e nas unidades vinculadas ao NUPEMEC.

Fonte: https://legalcloud.com.br/como-sera-audiencia-virtual-tj/