Já faz algum tempo que o simples fato de ser graduado em Direito e possuir a OAB não é o suficiente para garantir o sucesso na profissão. Na última década alguns profissionais começaram a despontar, eles se destacavam dos outros pois tinham a capacidade de captar mais clientes, produzir mais e com maior qualidade.

Grande parte desse destaque se dá devido ao desempenho prático da chamada Advocacia 4.0, que consiste em se utilizar das novas tecnologias para aumentar a capacidade de produção do escritório, visto que as ferramentas tecnológicas propiciam a automatização de sistemas, desde os mais simples, aos mais complexos e todo o escritório pode se beneficiar disso.

Por exemplo, o atendimento preliminar, para captação de informações sobre o cliente e sobre o caso, pode ser feito por um robô interativo que faça perguntas pré-programadas e disponibilize caixas de texto para que o prospecto forneça mais detalhes sobre a situação problema. Após o recolhimento dos dados o advogado separa algum período do seu dia para avaliar o contexto geral dos novos casos e se for de seu interesse, pode utilizar um software que estime a quantidade de horas que o profissional trabalhará sobre um caso específico, calculando automaticamente os honorários, além de fazer, previamente, uma análise de risco sobre a futura Ação.

Feito o contato com o cliente e acordados os termos de pagamento, o Advogado utiliza os dados presentes no sistema para gerar um contrato inteligente, o qual ambos assinarão de forma eletrônica. Assim, alinhados todos os pontos comerciais, inicia-se o trabalho e, de cara, o Doutor seleciona palavras chaves e alimenta um programa cuja principal função é filtrar as melhores jurisprudências sobre o tema, além de já trazer doutrinas e artigos de lei que tratem sobre a matéria.

Conseguem perceber como as tecnologias podem nos economizar tempo? E isso é ótimo! Esse é o principal diferencial do Advogado 4.0, ele pode focar no que realmente importa enquanto a tecnologia cuida de processos simples, burocráticos, ou até mesmo de processos mais complexos, pois graças às evoluções tecnológicas que experimentamos hoje em dia, a Inteligência Artificial é capaz de operar maravilhas em nosso dia a dia. E, apesar de gerar medo em muitos profissionais, a Advocacia 4.0 traz muito mais benefícios do que prejuízos, afinal, só fica para trás o advogado que para no tempo.

Portanto Doutores, para ser um advogado 4.0, recomendo que se inteirem sobre Blockchains, Smart Contracts, Direito Digital, LegalTechs, LawTechs, dentre outros assuntos. E fiquem ligados que esse ano traremos muito mais conteúdo relacionados à Advocacia 4.0 aqui no Blog LITIVE!

Escrito por Vitor Vidal